Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

26112479_330324757483020_2240512788304132218_n
No comando: Forró do Lobão (reprise)

Das 00:00 as 03:00

16403236_120333698482128_5303267032338159333_o
No comando: Madrugada Atividade

Das 03:00 as 05:00

eu-voce-e-a-jovem-guarda
No comando: Eu, Você e a Jovem Guarda.

Das 05:00 as 06:00

roberto-carlos-e-companhia1
No comando: Roberto Carlos e Companhia

Das 06:00 as 07:00

nordeste
No comando: Nordeste com Cristo

Das 07:00 as 09:00

img-20170712-wa0017
No comando: Conexão Gospel

Das 08:00 as 10:00

amado-batista
No comando: Amado Batista

Das 09:00 as 10:00

forro_brasilis3
No comando: Forro Brasilis

Das 10:00 as 11:00

ligacao-nacional
No comando: Ligação Nacional

Das 12:00 as 13:00

radioescuta
No comando: Radio Escuta

Das 13:00 as 14:00

forro
No comando: Forró na Ariapó

Das 14:00 as 16:00

img-20170712-wa0017
No comando: Conexão Gospel

Das 16:00 as 18:00

26112479_330324757483020_2240512788304132218_n
No comando: Forró do Lobão

Das 17:00 as 19:00

09-apresentador-do-top-10-central-hits
No comando: Sintonia de Sucessos

Das 19:00 as 20:00

web-rio-funk-mix
No comando: Rio Funk Mix

Das 20:00 as 22:00

lovvvv
No comando: Love Time

Das 22:00 as 00:00

Padre Marcelo Rossi diz lutar contra ‘forças diabólicas’

Compartilhe:
17636418

4pz0d3ak4x9x4ncqwftyhu47aRio – Acusado de plagiar o conto ‘O homem e a água’ — registrado em 1999, no Escritório de Direitos Autorais, pelo carioca Ronaldo Siqueira da Silva, 57 anos, o padre Marcelo Rossi não se manifestou oficialmente. Mas usou o Facebook para desabafar contra o que chamou de “forças diabólicas”, que estariam contra ele. Ele publicou o texto em seu livro ‘Momento de Fé’, em 2004.

“O mundo inteiro me atacando (nas redes sociais), mas Jesus é vencedor”, postou. Ele afirmou também que seus críticos são “marionetes do demônio”. Ronaldo, que publicou o conto em 2001 no livro ‘O Eremita Urbano’ e perdeu prazo de contestação judicial, passou o dia recebendo apoio. “Minha reputação está sendo passada a limpo”, disse.

Internautas discutiram asperamente. “Ronaldo deveria se sentir orgulhoso de ter sua obra usada por padre”, opinou internauta . “Então, os banqueiros deveriam se orgulhar de ter bancos assaltados por profissionais?”, rebateu outro.

Deixe seu comentário: